As flores assassinadas

Os sogros chegaram às seis e meia, quando a mansidão do dia se instalava e ela se preparava para dar o jantar e banho ao bebé. Chegaram e logo o perfume da sogra se espalhou pela casa como uma planta perigosa. Era tão doce, tão abafado como se mil flores tivessem sido brutalizadas e estivessem morrendo devagarinho dentro do frasco com que ela se borrifava. Durante uma hora, os sogros sentaram-se no sofá e falaram sobre absolutamente nada. Falaram dos medicamentos que tomavam, das consultas a que iam, falaram de uma discussão de família e dos hábitos estranhos da vizinha dos segundo andar. Mas, nessa conversa não entrava nenhum filme ou livro ou notícia ou viagem ou interrogação e ela sempre se deixava ficar sentada na borda do sofá à espera de uma deixa para entrar. Hoje, ela desistiu de buscar pretexto e deixou-se cair para trás, a cabeça pequenina apoiada numa almofada. Enquanto ouvia, pensava no marido e em como seria ter crescido assim, num mundo todo virado para dentro, sem curiosidade alguma sobre o exterior. Não sabia se devia sentir pena dele, afinal ele parecia satisfeito enquanto os ouvia, provavelmente eram as conversas loucas e as dúvidas complicadas em que ela insistia que o assustavam. Então, sentiu foi pena de si própria e também do bebé por estarem ali na sala fechada sendo esmagados pelo mastigar aborrecido da conversa. Teve vontade de salvar o bebé e de levá-lo muito ao teatro e aos museus e ler-lhe livros com ilustrações bonitas e passar horas a passear nos parques da cidade. Os sogros saíram antes do jantar, tinham descongelado não sei o quê e havia pêras estupendas para a sobremesa e logo ela abriu as janelas da casa para arejar. Fecha isso, faz corrente de ar, gritou o marido lá do fundo. Mas, é que a casa inteira cheirava a flores assassinadas e ela não conseguia respirar.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s