Splash

Hoje estive em casa de uma senhora que vive num resort. A casa dela é branca e toda quadrada, tem um relvado enorme que desce até uma piscina. Nas traseiras há baloiços e outro relvado enorme, onde descansa um galgo que parece feito de loiça. Eu cheguei e vi todas as crianças de fato de banho e o céu muito azul e disse a rir: Ah, vejam só, tu vives num resort. Mas, ela respondeu desconsolada: Achas? Sabes, já estou tão habituada que nem ligo. Eu voltei a olhar em volta para me certificar que era mesmo junho, que era mesmo uma vivenda esplêndida, que havia relva, que havia splash, que havia bóias, que havia refrescos, que havia até uma palmeira no canto do jardim. Achei que ela estava a brincar. Isto é maravilhoso, é como se fosse o catálogo da agência de viagens, repeti. Ela tentou entusiasmar-se, mas só lhe saíu um: Pois, suponho que sim. Eu sei que nós nunca estamos contentes com o que temos, mas isto pareceu-me um pouco demais.

(Imagem: Charles Courtney Curran, Lotus Lilies, 1888)

800px-Charles_Courtney_Curran_-_Lotus_Lilies.jpg

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s