Quarta à tarde, com os adultos

Éramos quatro na reunião. O meu chefe e eu. O chefe dela e ela. É sempre assim nas empresas, não é? As mulheres e os seus chefes. Eles só tinham olhos um para o outro. Mostravam powerpoints e falavam de números e de percentagens, num ritual de acasalamento digno das aves da floresta tropical. Eu e ela anuíamos, tomávamos notas, completávamos alguma frase, dizíamos: está na página quatro. Ela, não pude deixar de reparar, era um acessório mais caro do que eu. Para começar, era bem mais alta e ampla. Era como se costuma dizer um ‘mulherão’. Depois tinha cabelo lustroso, cor de cobre, um cabelo de princesa medieval. E usava uma carteira de cabedal encarnado, uma carteira que custava um ordenado mensal e casava na perfeição com os sapatos enfeitados com lacinhos. Quando a reunião terminou houve sorrisos e cartões trocados e, mais tarde, quando já estávamos a sós, o meu chefe olhou para as minhas unhas roídas e comentou: Estás com um ar cansado. Pois. Eu percebi. Este acessório precisa de um upgrade.

(Imagem: Dad’s Coming. Suspiro. Adoro pintura americana do século XIX. Esta é de Winslow Homer, 1873)

800px-Dad's_Coming_by_Winslow_Homer,_1873.png

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s