Matemática

Isto é tão exato como matemática. Durante a semana, os nossos filhos dormem como pedras cinzentas no fundo do mar. Acordá-los para ir para a escola é uma ciência. Primeiro baixinho, depois mais alto, finalmente arrancando o édredon num desespero, eles contrariados, com olhos fechados e cabelos rebeldes. Mas, ao sábado – e também ao domingo – saem da cama espontaneamente logo às seis da manhã, cheios de sorrisos e sem sombra de sono.

(Foto: A vida curta de Pauline Boty)

252325.jpg

Advertisements

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s