As guerreiras modernas

Se vocês não são feministas em 2016, fiquem sabendo que estão completamente fora de moda. Ser feminista é uma coisa tão in que os próprios homens estão dizendo publicamente que são feministas e colecionando admiração mundial por causa disso. É, ninguém quer ficar de fora. Vocês não sabem o que é ser feminista nos dias que correm? É muito fácil. O feminismo não-académico tem muito a ver com o uso da palavra ‘guerreira’, aliás é praticamente só isso. Este facto não deixa de ser curioso porque, para além de algumas excentricidades históricas, a guerra foi sempre terreno masculino por excelência. Mas, para se validarem, as mulheres escolheram precisamente um vocábulo que faz sentido na matriz de afirmação masculina. Ser guerreira no século IX era complexo, mas agora é muito mais fácil. Basta praticamente existir. Por exemplo, vocês pariram os vossos filhos de forma natural? Fácil. Vocês são guerreiras. A vossa avó fez o mesmo, mas para ela isso nunca foi motivo de celebração. Agora, tudo mudou. Se pariu sem epidural pode ganhar a admiração de todos os seus amigos do instagram, você desafiou o establishment, você é uma ‘guerreira poderosa’. Mas, se deu à luz via cesariana, isso é um claro sinal que continua a ser oprimida pelos homens. Não se preocupe, pode queixar-se nas redes sociais e só pela coragem, também vamos considerá-la guerreira. Não queremos ninguém triste. Mais: deu de mamar aos seus filhos? Trata deles quando estão doentes? Então, esteja tranquila. Você é uma guerreira. Tem estrias, excesso de peso, escreve nas redes sociais que não se identifica com as modelos das revistas, diz não à maquilhagem, teima em achar-se bonita embora o espelho diga diferente? Você é uma guerreira, essas são as suas causas. Acha que os homens são culpados pela sua opressão, mas quer ser tão boa como eles a jogar à bola e a fazer programação de computadores? Você é uma guerreira. E agora vá, celebre-se (os verbos reflexos estão muito na moda também) e corra a vangloriar-se no facebook.

(Imagem: John William Godward)

A_fair_reflection,_by_John_William_Godward.jpg

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s