Os pais que somos

Chegou um e-mail da escola da minha filha anunciando uma viagem de finalistas de duas noites a cento e cinquenta quilómetros de Lisboa para os alunos do quarto ano. E depois a frase: Os pais poderão acompanhar as suas crianças, se assim o desejarem. O quê? Mas, porque é que os pais haveriam de acompanhar os filhos de dez anos neste fim de semana? É porque têm medo que aconteça alguma coisa – acidente, doença, perna partida, rapto, desaparecimento, abdução por extraterrestres, vírus ébola – ou porque precisam de partilhar todos os momentos possíveis com as suas crias? Houve quem respondesse que sim, houve quem dissesse que iria na viagem de finalistas do quarto ano. Nós os pais de hoje em dia somos assim: totalmente dependentes e cheios de sentimentos de culpa.

(Imagem: Arco e flecha? Seu diabrete. William Beechey, The Oddie Children, 1789)

William Beechey (1753-1839), The Oddie Children, 1789
William Beechey (1753-1839) The Oddie Children, 1789 Oil on canvas 182.9 x 182.6 cm Purchased with funds from the State of North Carolina North Carolina Museum of Art, Raleigh
Anúncios

One comment

  1. Eu ! recebi esse comunicado assim que este ano a minha filha entrou para o primeiro ano e logo me insurgi. Viagem de finalistas para crianças ?! Prefiro escolher o campo de férias para o qual ela vai puder ir durante 15 inesquecíveis dias (mas caramba só daqui a uns anos, pode ser? ) 😉

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s