Viva a hipocrisia

Sou uma grande defensora dos filtros sociais e não percebo porque é que dizer tudo o que se pensa é visto como uma qualidade. As pessoas que dizem tudo o que lhes vai na alma são socialmente desajustadas. O filtro social é o que nos permite responder ‘tudo’ quando alguém nos saúda com um ‘tudo bem?’. Vocês já tiveram com certeza uma colega de trabalho que quando se pergunta ‘como estás?’ responde: Péssima. Eu e o João tivemos uma discussão ontem. E a minha filha está doente, tem umas manchinhas amarelas nas costas. Será figado? Esqueci-me das chaves em casa e ainda por cima estou com uma coisa esquisita num pé. Acho que é um furúnculo. Queres ver? Viva os filtros, digo eu. Viva a hipocrisia. Nas redes sociais, nada disso existe. Todos os nossos amigos são a colega que tem um furúnculo no pé. Nós não perguntámos que música estavam a ouvir esta manhã ou com quem jantaram ontem ou o que sentem pelo namorado e, no entanto, eles partilham isso connosco all the time.

A ausência de filtros nas redes sociais, traz duas novidades. A primeira é a mais badalada: são os insultos live. Alguém pode escrever descaradamente: és um palerma. Na vida real, isso quase não existe. Contudo, nas redes sociais, esses comportamentos são geralmente aceites e praticados pela maioria dos seus usuários. Quando alguém nos insulta, temos várias opções. Podemos insultar de volta ou bloquear essa pessoa ou até fazer queixa ao facebook. A segunda novidade é mais surpreendente. É esta coisa do elogio desmedido. Por tudo e por nada somos elogiados nas redes sociais. Ficamos a saber que temos best friends forever, que alguém que mora do outro lado do mar ‘morre’ de saudades nossas ou que somos a melhor colega de sempre. Nós nem sabíamos que os nossos amigos nos achavam gira e agora é esta pouca-vergonha no nosso mural. Que é isto? Alguém publica uma foto e tudo se baba dizendo: Imagem magnífica. És genial! As selfies então são o pior. Os amigos logo saltam desesperados escrevendo: Lindíssima! Uau, que top model. Bebé feioso: O mais fofinho do mundo. Mulher acabando de acordar: Que brasa! Homem suado depois de correr vinte quilómetros: Que borracho. O que se responde a isto? Escrevemos: obrigada (smile) ou Nada disso, tu é que és linda? Recomendamos uma ida ao oftalmologista? Ou então ignoramos. Melhor ignorar, não é?

(Nota: Sou culpada de todos os pecados supra-citados)

unnamed (3).png

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s