Esses terríveis preconceitos

Era um grupo muito internacional, mas todos ficaram chocados quando a menina brasileira disse que não dançava samba. É, não dançava samba, não gostava de samba, não queria saber de samba. Não achava a menor graça. E havia mais. Também não gostava de calor, nem gostava de Carnaval. O holandês que fazia capoeira em Amesterdão sentiu-se indignado. Bem, disse ela, eu também achava que na Holanda vocês andavam de tamanquinhos. Afinal, vejo que usa ténis da Nike. A sua família tem um moinho? Ou uma plantação de tulipas? O holandês ficou ainda mais indignado. A portuguesa logo ali declarou que também não, não sabia cantar fado e que nem gostava de fado. Então, o americano, muito diplomata, saiu em defesa de todos. Explicou que tudo isso eram ideias feitas, que tudo isso eram preconceitos misturados com ignorância. Ele próprio não comia no MacDonald’s, nem se considerava capitalista. Todos riram e suspiraram aliviados. Afinal, pensaram, esse americano não era tão imbecil quanto os seus conterrâneos.

(Imagem: This is colossal. Espalhando chá quente no Círculo Polar Ártico. Mais aqui)

23261605704_e253b00e5d_b

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s