A mulher-grilo só come salada

Almocei com a mulher-grilo. Ao almoço, como todos sabem, a mulher-grilo só come salada. Salada de queijo feta. Salada de frango. Salada tropical. Salada César, sem parmesão e com molho à parte. De volta ao escritório, a mulher-grilo guarda no seu cacifo o seu próprio chá verde que prepara duas vezes ao dia. De manhã e à tarde. No frigorífico da copa, guarda um iogurte de soja e uma maçã vermelhinha. A mulher-grilo é uma control freak. E as suas saladas são o seu terreno de batalha. A mulher-grilo gostaria de controlar tudo o que acontece no mundo. Como não consegue, opta por fiscalizar tudo o que come. As suas saladas são o reflexo do universo com que a mulher-grilo sonha. Verdes, bonitas, saudáveis, organizadas. Fora desse prato de alface explodem granadas, a cidade está sendo bombardeada, um deserto de cinza comeu toda a floresta. Há um maremoto engolindo as avenidas. A natureza está desgovernada. Nada na vida da mulher-grilo é tão incrível e tão perfeito como essas saladas que ela come ao almoço.

(Imagem: Escrevi uma história infantil, que a fabulosa Maria João Lopes ilustrou)

image (5)

Anúncios

4 comments

  1. Que bom! Que bom! Temos andado aqui em casa com “Quando a mãe era pequena”… e muito contentes 🙂 Acho que não há nada melhor do que unicórnios!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s