É inevitável ela ser poética

Trinta meses é o tempo que precisamos para sermos especialistas seja no que for. Até ser artista. Verdade. Quase tudo na vida é uma questão de treino. Então, aquilo que admiramos nos outros é a sua dedicação, a sua persistência. Como a minha amiga que passa os dias em casa, que lê livros e fica a observar os hábitos dos pássaros na rua em frente. Quando essa minha amiga fala, diz coisas delicadas e escreve ainda textos mais suaves. Mas, toda a sua atenção está nessa leitura e nessa contemplação. É inevitável ela ser poética. Como o homem que passa os dias a fazer bolos, como a menina que monta a cavalo, como quem perde horas desenhando vestidos ou a pintar chávenas ou a esculpir garfos, a marcar golos, a provar comida, a inventar o sabor do vinho, a ler pensamentos disfarçados, a descobrir as cavernas onde a nossa voz faz um eco que se prolonga até à barriga da Terra ou criando música. Ao repetir essas tarefas, ao olhá-las de frente, os gestos aperfeiçoam-se. E, depois há outras pessoas, as que se dedicam a fazer folhas de excel ou a inserir dados num computador, a limpar as mesas, a sorrir nas lojas, a ensinar alemão, a ter um ar competente, a ficar imóvel numa reunião durante vinte e cinco minutos. Sem fazer rabiscos no papel em frente. Sem olhar o telemóvel. São essas pessoas que acabam por sair e comprar livros e assistir aos concertos e ficar aplaudindo a dedicação dos outros, como se os outros fossem naturalmente geniais.

(Imagem: Paul e Linda Mccartney dançam em Leicester Square, Londres, em 1970)

EPSON scanner image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s