A música pesada do ‘antigamente’

Hoje de manhã, rodando para o trabalho na manhã muito limpa, encontrei Nuno Markl falando na rádio sobre os Peste e Sida, a banda rock dos anos 80*. Não ouvi tudo o que ele disse, mas passou alguns pedaços das músicas. Que recordação. As letras eram assim:

Esta é uma história do bairro onde vivo
Há não sei quantos anos era divertido
Agora partiram cada um para seu lado
Foram à procura daquele pó danado
Uns foram na famel às partes para o estica
Roubaram duas velhas lá para as portas de Benfica

Era isto que rodava nas cassetes que ouvíamos no liceu, encantados com a velocidade das letras e da batida.

Creio no álcool, poderoso criador da formidável carraspana
Creio na aguardente, sua filha concebida por graça do alambique

Isso mesmo. Cru e pesado. Agora, vou pensar duas vezes quando disser aos meus filhos, com pose enjoada, que acho as músicas da Taylor Swift muito ‘adultas’.

(* eu sei, eu sei… não foram só os anos 80)

8dc8b669e3ff377294a3ae10e4a1d211

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s