Uma mulher de 50 anos

Este fim de semana, na televisão, uma senhora perguntava a um painel de comentadores se achavam bem uma ‘mulher de 50 anos andar de saia curta e cabelo comprido’. Foi como se me virassem a cabeça e de repente eu visse tudo de outra perspetiva. Do topo de um arranha-céus, por exemplo, ou olhando Lisboa de um barco no Tejo. Há um prazo de validade para as saias e os cortes de cabelo? É uma dúvida legítima. Posso usar minissaia até aos 50 mesmo ou devo deixar de mostrar as pernas aos 45, por via das dúvidas? E o cabelo: pelos ombros já conta como curto ou devo adotar um estilo mais próximo da estética Angela Merkel? Que outras regras haverá para as senhoras de mais de 50? Poderemos usar lantejoulas, usar calções, pôr batom vermelho, fumar, ficar com os copos, ter um namorado mais novo, viajar sozinhas? Como ignoro estes preceitos, está visto que serei uma velha jarreta. Alguém devia escrever um livro sobre isto. Nem que fosse para, num dia de frustração, o deixar arder na fogueira.

(Imagem: Na universidade fiz um trabalho sobre o Retrato de Adele Bloch-Bauer I de Gustav Klimt. Na biblioteca da universidade quase não havia informação sobre este quadro. Agora há livros e até fizeram um filme. Sortudos os estudantes universitários de hoje em dia)

Gustav_Klimt_046 (1)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s