O estilo aos 40

Noto em mim, nas minhas colegas de trabalho e nas minhas amigas. Perdemos a pinta. Vou embalada no metro observando as miúdas mais novas, as estudantes Erasmus encostadas às portas automáticas de calções e turbantes, às cores ou todas de preto, com vestidos rodados, sandálias romanas, cabelos ruivos, cabelos curtos, cabelos em tranças, com madeixas azuis.

Aos 30 e muitos, temos mais dinheiro para fazer compras, mas muito menos criatividade. O estilo fica contido, sem graça. Parece sem direção. As mulheres da minha idade, cobrem-se de bijuteria cara, de alianças, usam o anel que compraram numas férias do México, colares com meninos, os brincos que o marido ofereceu, os brincos da tia que morreu, compram calças largas porque engordaram, blusas com padrões porque acham que lhes dá um ar juvenil e exótico.

E o que é que isto interessa? Na realidade nada, a menos que seja uma metáfora para a atitude acomodada e ‘estou-me borrifando’ dos anos mais maduros. Será?

(Imagens: Cheio de pinta, o blog e instagram Advanced Style. É assim que quero ser quando for grande. Que fixe)

G63A3763G63A2763G63A2956 copyG63A2505

G63A2841

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s