A nadadora

Gertrude Ederle nasceu em Nova Iorque em 1905, filha de emigrantes alemães. O pai tinha uma charcutaria tão bem-sucedida que se davam ao luxo de passar férias de Verão junto a um lago. Aí, o pai amarrava Trudy com uma corda e deixava-a na água até ela aprender a nadar. Em 1924, Gertrude representou os Estados Unidos nos Jogos Olímpicos e trouxe uma medalha de ouro e duas de bronze. Em 1925, coberta de gordura da cabeça aos pés para fazer frente ao frio e às alforrecas, tentou ser a primeira mulher a atravessar o Canal da Mancha. A dois terços do caminho o treinador achou que ela estava com problemas e tirou-a da água. Ficou furiosa. Arranjou um novo treinador e finalmente, em 1926, conseguiu ser a primeira mulher a fazer a travessia, enfrentando condições atmosféricas adversas e ondas de dez metros. Demorou apenas 14h39min. (o melhor tempo anterior era de um homem e ultrapassava as 16 horas)

Por instantes foi a mulher mais famosa do mundo. Aqui está a foto da receção que a cidade de Nova Iorque lhe fez quando regressou a casa em glória.
Gertrude_Ederle_parade_NYWTS
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s