Nós queríamos ser crescidas

Em 1989, o autocarro parava mesmo em frente ao velho estádio da luz e nós levávamos nas mochilas os fatos de banho e toucas. Mas, nesse dia, não fomos à aula de natação. Entrámos para as bancadas do estádio, sentámo-nos, ficámos a ver os aspersores molhando a relva do campo. Sol, hora de almoço e nós ali feito lagartixas. M. tinha roubado um cigarro à mãe e tentámos acendê-lo. Estamos a fumar? perguntava eu. Era preciso puxar, explicava M mais esclarecida. Aquilo sabia demasiado mal. Que desilusão.

(Na imagem: Anúncio vintage, mesmo a calhar)

benfica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s