Pré-Vegetarianismo

Tem gente que não come peixe e carne por causa dos animais, gente que diz que é por questões de saúde, há os que dizem que a carne os enoja. Eu tinha 15 anos em 1991 e nunca tinha visto um vegetariano na vida quando conheci o estudante de mestrado do meu pai. Era vegetariano, era budista, era alemão e levou-me a fazer escalada em Sintra. Nunca se tinha visto tamanha originalidade. Quando ele partiu, eu queria todos testemunha de tamanha excentricidade. Deixei de comer carne e peixe, só para apregoar essa estranheza. Essa perplexidade. Afinal, eu tinha conhecido um alemão budista, vegetariano e alpinista. E que tinha também um corte de cabelo muito estranho – comprido atrás, espetado à frente – mas isso era apenas um detalhe.

Era difícil ser vegetariana em Portugal nos anos 90. Era mesmo só para durões. Ao almoço, eu comia omeletes, nos jantares de turma uma salada mista, o senhor do restaurante revirando o bigode. A menina tem alguma doença? Não, minha doença mesmo era a vontade de ser diferente. Aos 22 anos, voltei a comer de tudo, mas por essa altura já tinha perdido os melhores jantares de festa da minha avó. Que desperdício.

(Na imagem: Refeições em família pelo grande Jan Steen)

Jan-Steen_1668_The-Merry-Family

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s