Tom Cruise

Os grandes filmes dos anos 80 passaram-me todos ao lado. Comecei a década com o Bambi e Branca de Neve, que os cinemas repetiam todos os natais. Mais tarde, lembro-me ver os Caça-Fantasmas (Uau, é o melhor filme de sempre). Não tinha idade para ir às salas ver o Top Gun, mas contaram-me a história e um amigo do meu primo tinha a banda sonora em cassete (A melhor banda sonora de sempre). Parece pouco, mas nos anos 80 estávamos habituados às coisas inacessíveis. E sabiam igualmente bem.

Também não apanhei o Cocktail no cinema, mas a minha melhor amiga foi ver e garantiu que o Tom Cruise estava mais giro que nunca. Eu acreditei, especialmente quando vi o vídeo dos Beach Boys, editado com cenas do filme. Algures no início dos anos 90, eu e essa minha amiga escrevemos uma carta ao Tom Cruise no nosso inglês mais aprumado. Depois das aulas, sentadas no chão do quarto dela. Dear Tom, começava a carta, e endereçamos o envelope para uma morada que encontrámos na TV Guia.

Não sei se recebeste Tom, faltou-nos a tua resposta, mas esta manhã – quando a Radar passou esta música a pedido de alguém – lembrei-me outra vez de ti. Digam o que disserem, eras o mais giro de todos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s