A hospedeira

Eu era hospedeira e comprava perfumes na ‘duty free shop’. Tinha cabelos compridos, volumosos, e era alta e magra como as ‘manequins’ que se viam nas montras em 1983. Batom encarnado, unhas crescidas. Essa mesmo seria eu um dia. Entre Paris, Londres, Roma. Era assim que eu me imaginava aos sete anos.

(Em baixo: Hospedeiras da TWA em Paris. Foto da Life Magazine)

0a1df2bdca53ca4791e409f063ad0571

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s